25
Ago 10

Está muito fresco ainda o conjunto de mosaicos onde o V. se passeia comigo pela marginal, os dois com um ar pueril e despreocupado, com os vistos oficiais da idade adulta ainda por passar. Exercitávamos a arte do encadeamento num caderninho que fielmente transportava, e era costume escolhermos os mesmos 5 metros quadrados de areia para estrategicamente colocar as cadeiras que trazíamos emprestadas de uma das barraquinhas mais a norte no areal. Foi com o V. que dei o meu primeiro beijo numa escura sala de cinema, debaixo da pequena janela do projector.

Perdi muitas pessoas, fiz demasiados lutos. Mas a perda que calca e recalca coloca-nos num lugar estranho.

publicado por T. às 13:11

Haverá sempre Paris
pisl
De Olhos Bem Abertos:
online
Prescrição para Laboratório
Tudo o que resta
tit
Em Espera
jcm cd
Insultos & Elogios para:
deolhosbemfechados@sapo.pt
No armário
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


DeOlhosBemFechados

Ver de perfil

4 seguidores

Procurar
 
Vale a pena abrir bem os olhos
blogs SAPO