20
Jun 10

Foi assim que sempre vi o homem. O escritor, esse, nunca preencheu os meus dias. Hoje, porque este país está cheio de hipocrisias, ouço um popular dizer, muito indignado, que é uma vergonha Cavaco Silva não estar presente. Não, senhor, é apenas coerente. E a coerência é uma palavra muito pouco conhecida em Portugal, especialmente nestas horas.
Da mesma forma que havia muito boa gente que tinha em casa estantes cheias de lombadas e sem livros, agora haverá muito boa gente com Saramago debaixo do braço.

publicado por T. às 13:08

4 comentários:
Olhe, gostei muito do texto. Sinceramente, acho que José Saramago foi um homem que este país ( ou os seus mais altos representantes) não teve capacidade intelectual para o compreender. O português ainda pensa muito como se vivesse na Idade Média ou lá perto.
Luís a 22 de Junho de 2010 às 00:35

Caro Luís,

Agradeço as suas gentis palavras. Contudo, é possível que tenha sido demasiado subtil: a verdade é que nunca nutri por Saramago nenhuma simpatia - nem pelo homem, nem pelo escritor. O que não invalida que consiga reconhecer o seu valor.
O cerne da questão, para mim, é a coerência.

E percebi que era de coerência de que falava. Daí ter escrito a minha opinião em relação ao seu texto, porque, por detrás dessa coerência de que Cavaco Silva deu mostras, está a minha ideia que apresentei sobre o pensamento médio da nossa sociedade em relação aos intelectuais que criticam valores, crenças e ideologias. Só li um livro do homem, que foi O Evangelho Segundo Jesus Cristo, e acho que houve muito boa gente que, até se calhar sem lerem devidamente o livro, fizeram críticas infundadas, e portanto, agarraram-se mais à forma do que à substância das ideias, e isso é ignorância de rústico. Daí eu concluir que, infelizmente, existe neste país pouca capacidade intelectual para aprofundar, compreender e reflectir conceitos.
Luís a 24 de Junho de 2010 às 00:13

Concordo que seria uma incoerência de Cavaco Silva estar no funeral (ou nas homenagens anteriores). Fico satisfeito por ele não ter ido, por certo não seria bem-vindo. Nem percebo a razão de se discutir isso, José Saramago está muito acima disso, quer se goste do seu carácter ou não.
Ricardo Cabaça a 17 de Julho de 2010 às 18:12

Haverá sempre Paris
pisl
De Olhos Bem Abertos:
online
Prescrição para Laboratório
Tudo o que resta
tit
Em Espera
jcm cd
Insultos & Elogios para:
deolhosbemfechados@sapo.pt
No armário
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


DeOlhosBemFechados

Ver de perfil

4 seguidores

Procurar
 
Vale a pena abrir bem os olhos
blogs SAPO