06
Abr 09

Ah, o galo. Este fim-de-semana ele foi para o tacho, muito contrariado mas com culpa no cartório. Ponto um: o có-có-ró-có-có do bicho não era afinado. Julgo que ele tinha um problema qualquer e, não podendo ser resolvido com aulas de canto, a solução era cortar-lhe o pescoço. (Sim, já estou a ver as vossas caras, leitores sensíveis...)
Ponto dois: sua excelência ferrava as unhas nas três galinhas da capoeira. Ora, tomada por um sentimento de defesa do género (feminino, feminino) logo disse que aquele galo não merecia nem mais uma semana da pacata vida. Há que mete-lo ao lume, pois então.
E assim foi. E que belo repasto. Muito mais bonito no tacho, indeed. (Leitores sensíveis: como diz o poema que há muito me ensinaram, as pessoas sensíveis não matam galinhas mas comem galinhas. E outra: eu tenho pena é do franguito de aviário).

publicado por T. às 11:46

2 comentários:
..."pessoas sensíveis não matam galinhas mas comem galinhas. "
Minha querida, esse poema pode até ser a confortável barricada de quem quer continuar a comer galinhas, galos, vacas, patos, coelhos, avestruzes, porcos, leitões, cabritos, etc. De aviário ou não. Por mim, preferia o galo a cantar có-có-ró-có, ainda que desafinado. Paz ao galo! Que em última instância faça bom proveito a quem o comeu. Por mim, dispenso.
anabela Almeida a 6 de Abril de 2009 às 19:04

coisa morbida tania patricia:p
n descarregues a tua raiva no galo coitado*
Carina a 8 de Abril de 2009 às 02:32

Haverá sempre Paris
pisl
De Olhos Bem Abertos:
online
Prescrição para Laboratório
Tudo o que resta
tit
Em Espera
jcm cd
Insultos & Elogios para:
deolhosbemfechados@sapo.pt
No armário
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


DeOlhosBemFechados

Ver de perfil

4 seguidores

Procurar
 
Vale a pena abrir bem os olhos
blogs SAPO