31
Jul 11

V.,silencioso enquanto eu puxava a meia e a prendia no cimo da perna (uma coxa, duas), dispensou a luz do abat-jour pastel e abriu os dedos da mão direita para alcançar, braço firme e nu, o volume fino que descansava há setenta e duas horas nas tábuas regulares e muito enceradas da divisão. Bem sei que não se tratou de ignorância de cena ou súbito ímpeto de bibliófilo. O vinil só rodando ao som da agulha e a cortina de veludo invernoso. V. dispensava a demasia. A tapeçaria debaixo dos meus pés, com os pontos alinhados em fileiras bélicas. Os onze degraus até à civilização.

publicado por T. às 20:48

Haverá sempre Paris
pisl
De Olhos Bem Abertos:
online
Prescrição para Laboratório
Tudo o que resta
tit
Em Espera
jcm cd
Insultos & Elogios para:
deolhosbemfechados@sapo.pt
No armário
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


DeOlhosBemFechados

Ver de perfil

4 seguidores

Procurar
 
Vale a pena abrir bem os olhos
blogs SAPO