22
Dez 10

Escorria água pelas reentrâncias de cada telha e as duas janelas, de tamanho justo e à proporção daquilo que precisava ver, deitavam dormências para dentro da divisão. Eu não tinha desistido de nada porque não tinha o que deixar cair das mãos, e isso era talvez a liquidez racional que se consubstanciava.
Havia-o na secretária, muito austero como ela, como era preciso que fosse, ameaçando o leitoril com inclinações sequenciais. Contabilizo cinco metros da existência até mim, onde cabiam as estantes de branco cal e umas quantas babéis, e a suite muito corrosiva e fibrosa que entrou (embora não de igual modo) na equação.
Fui neutra, não anulando nada, quando lhe tirei os óculos, e a seguir desprezei o maço cinzento de papéis em cima do tapete. Não esperava conivência, uma conivência recta, mas ela acabou nos resguardar.

publicado por T. às 19:52

Haverá sempre Paris
pisl
De Olhos Bem Abertos:
online
Prescrição para Laboratório
Tudo o que resta
tit
Em Espera
jcm cd
Insultos & Elogios para:
deolhosbemfechados@sapo.pt
No armário
2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


DeOlhosBemFechados

Ver de perfil

4 seguidores

Procurar
 
Vale a pena abrir bem os olhos
blogs SAPO